SHORPY 05319No falando de fotografo de hoje, vou apresentar um fotografo muito pouco conhecido, mas que muito fez pela fotografia e pelos trabalhadores em péssimas condições de trabalho no início da era industrial.

Lewis Wickes Hine nasceu em 26 de setembro de 1874 e morreu em 3 de novembro de 1940.

Lewis Wickes Hine foi um americano formado em sociologia, lecionou na Ethical Culture School, mas passou grande parte de sua vida fotografando pessoas em péssimas condições de trabalho, principalmente crianças.

Publicou os livros, "Child Labour in the Carolinas" (1909) e "Day Laborers Before Their Time" (1909). Em 1909, escreveu também o primeiro artigo sobre crianças trabalhando em risco, registrou também a construção do Empire State Building e mais tarde publicou o livro Men at Work (1932).

Durante a primeira guerra, esteve na Europa trabalhando para cruz vermelha onde pode fotografar franceses e belgas que muito sofreram com situação.

Lewis Hime lecionou em Nova York e trabalho para cruz vermelha, mas deixou tudo para expor as péssimas condições de trabalho nas fabricas, principalmente para os imigrantes e crianças. Com isso perdeu sua casa por não poder pagar as prestações.

Apesar de tudo que Hine fez e representou para as pessoas, principalmente para as crianças em péssimas condições de trabalho e para a fotografia, ele morreu muito pobre e o verdadeiro reconhecimento de uma vida de trabalho só veio muito depois de sua morte.

“Se eu pudesse contar uma história com palavras, não precisaria andar com uma câmera”
Lewis W. Hine

ARTIGOS POR DATA